quarta-feira, 25 de junho de 2008

Tu que levas o sal aos olhos a cada gesto que fazes viver na ambiguidade de ser o não ser?
Teimas em viver atrás de uma personagem que não se encaixa.
À noite despes-te, tornas-te numa gueixa. A puta que ora te vê passar insulta-te por andares a roubar-lhe os parcos clientes que já lhe fazem a corte.
Ris-te, ou melhor tentas sorrir. Sabes que é só no horário nocturno que podes ser quem és na verdade.
Na hora de vestires a pele que não te designaram, arrancas um pouco mais dessa alma já velha.
Desejas correr com a tua nudez por onde quer que te vejam.
Pretendes lamber as feridas que te fazem …
Já não sabes quem és, desdizes o que dizes …
Olha para ti, és tal qual a árvore que está nua.
Dança ao sabor do vento, aquando este lhe toca. Já serviu de sombra aos amantes quando tinha folhas e era útil.
Hoje chora por estar só, mas sente-se feliz por na verdade hoje mostrar o corpo enrugado mas sem o pudor do que possam pensar.
Vê-te ao espelho da sociedade, nada és do que se não uma pedra bruta em vez de uma polida.
Não te pisam, és diferente das outras.
Tornaste-te insensível perante os olhares cortantes, não sabem o porquê.
Não o saberão certamente. Quando morreres até uma estátua te irão erguer.
As prosas que escreves serão divulgadas nas escolas, alunos e professores saberão chorar a cada frase.
Não chorarão como tu. Bem sabes que teu corpo se contorcia tal qual um orgasmo, espasmo.
Eras feliz quando escrevias nas noites quentes de verão.
Tira o sal, põe o blush. Sê feliz e deixa que se rastejem a teus pés.
Serás insensível com ou sem sal em teu olhar.
Sai para a negrura da noite, acena à puta e diz-lhe que já não serás a gueixa mas o homem que busca a felicidade.

24 Junho 0h47
Este texto fecha um ciclo de textos anterioes. Com isto espero inciar uma nova etapa na minha vida em tudo.

2 comentários:

Anónimo disse...

O sal tempera-nos! É um mal preciso pra nos levar às tensões mais altas que nos provocam vertigens e tonturas... mas seriamos felizes sem efeitos secundários?
;)

ZAPpper

anapatricia disse...

Pois e temos poeta...
Desconhecia realmente essa tua faceta...~
Força vai em frente porque inspiração realmente não te falta...
Bjs