quarta-feira, 28 de maio de 2008

Insónia que comigo se deita, faz-me fechar os olhos.
Do exíguo espaço que me deito, olho.
Olhar de guardião das portas do paraíso, vejo no céu o medo.
Rasga-o com o seu deslizar, a aurora que se levanta e lamenta.
As minhas mãos bocejam, a boca entreabre-se.
Vagueia uma pobre alma de peito aberto, leva sal na ferida.
Arrepio que se solta em meus cabelos.
Chamo o gato para junto de mim, partilhamos o mesmo fumo.
Emito um grunhido, o animal que foge.
Salto da janela, estou nu.
Os olhos continuam inchados pela insónia.
O céu larga fogo, não me atinge.
Ando sem destino, cumprimento a calçada que me insulta por a ter acordado.
Dou por mim junto ao mar, sento-me num quebra mar.
Vem uma onda mais atrevida que me lambe o corpo hirto.
Abro os olhos, a insónia não se foi.
Digo-lhe que não vá já.
Faz-me lembrar as noites perdidas numa cama em que te amei e me amaste.
Não te dou a insónia, quero-te nesse sono angelical para que me possa aproximar e em ti entrar.
Não desespero por não te ter aqui, já estás na forma de tesão, insónia.
Nas palavras que escrevo e beijo ao ordená-las em papel.
Abraço a insónia, deito-me no mar quando em teu corpo entrar.
27 Maio

3 comentários:

100igual disse...

Pronto pronto... o prometido é devido... e cá estou eu... mas não... não vou apenas dar um "olá"... venho falar da "insónia" que também se apoderou do meu ser... Pah eu continuo a dizer... que tens uma peculiar forma de escrita que pelo menos a mim me cativa e atraia... pk cada linha do que leio... inunda-me uma serie de imagens mentais... como que ... quase pintando o que estou a ler... deves recordar-te k um dia te disse que os teus textos dariam optimas telas... e que lendo-os apenas apetece agarrar num pincel e deixar as imagens nascerem na tela...
Continua a surpreender... e acima de tudo não pares... de sentir.

liliana disse...

ola..
de facto tem sido dificil ir a net e fazer outra que nao trabalhar e estudar....aproveitei agora para te dar noticias, dizer que esta tudo a correr bem, e que estou a gostar muito...e que espero que saias dai brevemente e que tudo nao passem de recordaçoes das quais nos possamos rir...bj

Deusa Odoya disse...

oi meu novo amigo.
Insônia com essa imensidão de mar, eu queria ter insônias , todos os dias.
Belo texto e muito lindo esse infinito mar. azul.
Deixo um abrço e felicidades apra vc.
fique na paz.
sua nova amiga Regina Coeli.
Te aguardo no meu cantinho, viuuuuu.